Pages

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Nephastus


 No final da década de 1980 o Metal ainda era um estilo musico ideológico caminhando os primeiros passos no Brasil e América Latina. Bandas que se tornaram com o tempo ícones nacionais e até mundiais iniciavam suas carreiras, lançavam seus primeiros discos e despontavam para o cenário metálico aos trancos e barrancos. 
 Toda dificuldade era latente em todo país, devido à falta de recursos para adquirirem equipamentos de ponta, que na maioria era importado, uma vez que as fábricas brasileiras também sofriam com um mercado sem apoios e insumos. 
 No Nordeste do Brasil as coisas eram ainda mais complicadas, pois os polos industriais mais potentes estavam nos eixo RJ, SP e MG. Mesmo assim algumas bandas guerreiras e seus membros batalhadores de vanguarda empunhavam com vigor a bandeira do Heavy Metal, num cenário extremamente underground. 
Foi nesse meio que surgiu uma das pioneiras do estilo na região, a banda Nephastus. Apoiados por amigos, também corajosos desbravadores, que editavam os lendários, saudosos e, hoje extremamente raros, fanzines a banda lançou duas Demo Tapes, "Your Inside In Flame" e "Depressive Dementia".
 Em 19 de março de 1988 tocaram junto com o Sepultura, na cidade de Campina Grande-PB, sendo esse o segundo show do recém integrado Andreas Kisser, à banda mineira.

Em 1990 seu primeiro LP, Tortuous Ways.  O LP fora originalmente lançado pela gravadora Whiplash Records, do batalhador Luziano, em Natal-RN.

Dentre tantos shows realizados, o auge da Nephastus foi abrir para a banda alemã Kreator, em Recife-Pe, no dia 18 de abril de 1992, no Clube Náutico Capibaribe. 
Desde o seu fim, em 1994, quando realizaram seu derradeiro show na cidade de Fortaleza-Ce, no extinto Excelência Bar em 13 de agosto do mesmo ano, que os fãs e amigos esperam por sua volta.
Particularmente, tenho grande orgulho em ter sido, por alguns anos, o quinto membro da Nephastus. Justamente por ser o autor da capa do LP, e agora deste CD. Além de ter sido o correspondente, respondedor de todas as entrevistas enviadas pelos diversos fanzines, revistas e demais meios de comunicação na época. Também fui roadie da banda em alguns shows, inclusive no show junto aos alemães da Kreator. Fiz parte das reuniões internas e tinha voz ativa para opinar e sugerir ideias para o bem da banda. Por tudo isso, tenho liberdade para dizer das dificuldades que todos enfrentamos naqueles tempos. Mas mesmo assim, sentir orgulho de cada dia vivido. E como dizíamos: NEPHASTUS RULES!

Acima ingresso manufaturado por Aluízio, ex guitarrista da Nephastus, para um exibição em sua própria casa do video "Estão Sentindo Cheiro de Queimado?"
http://www.youtube.com/watch?v=xpdm9MhtHvE




















Em 2014 a gravadora Rising Records lança a versão em CD de Tortuous Ways.





https://myspace.com/nephastusband
http://www.youtube.com/watch?v=0zPPSJffe9Y

Um comentário:

Esta podridão que se apresenta disse...

Muito massa o resgate que teceu sobre a banda Nephastus. Achei interessante o momento em que citou sobre as diversas dificuldades pela qual cada um passou. Somente quem presenciou e viveu o período é que valoriza estes Medalhões do Metal Nacional. São heróis da verdadeira cena! E a soma das fotos ajudaram a ilustrar a época e enriquecer a matéria. Grande registro! Parabéns!